PEDÁGIOS EM RODOVIAS

Muito poderia ser dito sobre o destino das arrecadações, mas aqui vamos falar somente sobre sua relação com o pedágio, embora claro, com o que se arrecada, temos direito em estradas impecáveis, perfeitas e duplicadas; pavimentação(asfalto)para acesso a qualquer lugar do país; melhor atendimento, etc, etc, etc...

Veja a arrecadação em São Paulo:

AUMENTARÁ A ARRECADAÇÃO DO IPVA EM 2011 Postado por Aline On novembro - 30 - 2010

Com o mercado de venda de automóveis aquecido em 2010 devido à redução do IPI, na compra do carro zero, promoveu o aumento da frota de veículos no Brasil. Consequentemente se arrecadará mais com o IPVA em 2011. Já a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo espera arrecadar em torno R$ 9,5 bilhões, já que em 2010 arrecadou R$ 9 bilhões. Estima que terá uma média de 7% de inadimplência no pagamento do tributo. A Fazenda alega que 228 mil pessoas optaram por utilizar os créditos acumulados por meio de Nota Fiscal Paulista para ter descontos no IPVA. Para tal serão R$ 57 milhões serão utilizados.
Aline Aquini / Editorial Fiscolex Fonte: http://www.fiscolex.com.br/wordpress/?p=944

Veja a arrecadaçãoo em Minas Gerais:

Proprietários de veículos vão desembolsar mais para pagar Taxa de Licenciamento Qui, 02 de Dezembro de 2010 08:51

A Secretaria de Estado da Fazenda de Minas Gerais (SEF/MG) prevê para 2011 um aumento de 15% na arrecadação do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), cuja receita deverá atingir R$ 2,3 bilhões, ante os R$ 2 bilhões de 2010.

A informação é do subsecretário da Receita Estadual, Pedro Meneguetti, que divulgou, na terça-feira (30), a tabela do IPVA para 2011, que, segundo ele, ficará, em média, 7% mais barato. Já a Taxa de licenciamento, que prevê arrecadação de mais de R$ 400 milhões, será reajustada em 9,12%, passando de R$ 56,97 para R$ 62,17, conforme o Hoje Em Dia anunciou com exclusividade na edição de segunda-feira (29).

Desde ontem, os proprietários de veículos já podem pagar o IPVA 2011. Os contribuintes devem procurar uma das agências dos bancos credenciados (Banco do Brasil, Bancoob, Bradesco, HSBC, Itaú e Mercantil do Brasil), tendo em mãos o número do Renavam. Quem discordar do valor do imposto de seu veículo poderá entrar com pedido de revisão da base de cálculo junto a uma unidade fazendária até 22 de dezembro. Nos municípios em que o dia 8 de dezembro for feriado, como em BH, o prazo se estenderá até o dia 23.

O contribuinte que não pagar o IPVA nos prazos estabelecidos estará sujeito à multa e juros calculados sobre o valor total do imposto ou das parcelas, conforme o caso. A multa é de 0,3% ao dia até o 30º dia. A partir do 31º dia, a multa será de 20%. A partir do mês subsequente ao do vencimento há incidência de juros de acordo com a taxa Selic. Meneguetti explicou que, apesar da redução do valor do IPVA em Minas, o aumento da arrecadação se justifica pelo crescimento da frota. “A frota tributável do imposto em 2011 é de 6,3 milhões de veículos em todo o Estado, o que significa um crescimento de 500 mil unidades, na comparação com 2010”, revelou.

O crescimento da frota em Minas é superior a de São Paulo, que prevê aumento de 4,4% no número de veículos no próximo ano. Dos 6,7 milhões de carros atualmente, a frota deve aumentar para 7 milhões em janeiro de 2011. O Detran do Rio de Janeiro só vai divulgar dados sobre sua frota no início de dezembro. Segundo Meneguetti, a queda do imposto se deve à redução do valor venal (de venda) do veículo, que serve de base para o cálculo.

Do total arrecadado com o IPVA, 20% são repassados para a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep), 40% para o Estado e 40% para os municípios. Em 2011, a Secretaria de Estado da Fazenda manterá o desconto de 3% para pagamento do IPVA à vista. O imposto poderá ser pago em três parcelas. Os veículos exclusivamente a álcool terão desconto de 30%.

Agora você consegue imaginar a arrecadação geral no Brasil. E por que não temos estradas? E o imposto da gasolina que deveria ser destinado para a manutenção das estradas que é mais de cinquenta por cento? Não se sabe se os Brasileiros são otários, mas assim são tratados.

 

Falemos agora do pedágio, que aos poucos vem invandindo as estradas brasileiras.

Os executivo e o legislativo brasileiros adoram idéias vindas de fora, mas a implantação só ocorre de forma a onerar a sociedade. Quando os EUA implantaram o pedágio, pensaram-no de forma benéfica ao povo, para que cada um pague pelas estradas proporcionalmente ao que usam. Uma idéia genial e justa para um estado democrático. Veja como funciona os impostos e o pedágio americano:

Os proprietários de veículos pagam anualmente uma taxa única ao "Estado", independente do valor de seu veículo. A diferenciação no valor dos impostos relacionando-os ao valor do veículo só se paga uma única vez ao adquiri-lo. Há também o seguro obrigatório, a fim de reparar danos e indenizações causados por acidentes, que tem como objetivo, isentar o estado de despesas. Por fim, há pedágios em todas as estradas, a fim de custear a manutenção das mesmas, porém, paga-se somente quem utiliza. Em contrapartida os americanos têm estradas e rodovias impecáveis, com duas, três ou mais vias de acordo com a necessidade.

 

O Brasil achou a idéia interessante, mas somente a idéia de cobrar do brasileiro mais uma taxa, cobrando além de todos os impostos que já são altíssimos, também o pedágio, que a cada dia está em mais e mais estradas brasileiras.

O dinheiro que se arrecada com os impostos acima mencionados, não se sabe para onde vai... DPVAT, IPVA, LICENCIAMENTO, IMPOSTOS DOS COMBUSTÍVEIS, etc.

Ainda criam o pedágio, como se o problema fosse a baixa arrecadação para se dar manutenção nas estradas.

E as estradas brasileiras, nem mesmo nos trechos onde se paga pedágio, são lá essas coisas. Se vê pistas insuficientes, estreitas, etc... Não se comparam com as estradas dos países onde se paga pedágio...

E ainda têm os policiais, à espreita para surpreender um entretido e aplicar-lhe também uma multa, por andar no acortamento, por ultrapassar em local proibido, etc. Sem falar nos radares...

QUE PAÍS É ESTE?

Postado por Administrador em 16/03/2013.


Para comentar, você precisar estar logado no site. Clique aqui e faça o seu login.

Lista de comentários:


Não há comentários, faça o seu comentário acima.

APOIO



PATROCINE, ANUNCIANDO AQUI!