Prisão Especial - Qual a Justificativa?

No Brasil, há um incentivo para a prática de crimes por pessoas que tenham curso superior.

O(a) juíz(a) de direito após 02 anos na função, se cometer algum crime, mesmo se perder o cargo, recebe enquanto viver a sua remuneração completa como se trabalhando estivesse, e sem redução, ou seja, se o salário dos(as) juízes(as) que estiverem exercendo a função aumentar, o(a) criminoso(a) recebe seu salário atualizado.

Na prisão, caso ele(a) chegue lá, as regalias são inúmeras... Lembra do lalau?

E com amparo legal - "Artigo 95, Incisos I e III; Artigo 37, Inciso XI da Constituição da República Federativa do Brasil".

Os advogados não poderiam ficar de fora, claro. Veja o que diz a lei 8906, Art. 7º, Inciso XX, § 3º:
§ 3º O advogado somente poderá ser preso em flagrante, por motivo de exercício da profissão, em caso de crime inafiançável, observado o disposto no inciso IV deste artigo.

Entendeu porque muitos são cumplices de bandidos?

Os Parlamentares(com exceção dos vereadores), gozam de imunidade parlamentar, sendo que a prisão somente acontecerá se houver flagrante policial em crime inanfiançável. Ainda assim, o policial deve comunicar a casa do parlamentar(camara dos deputados para deputados federais) e senado(para senadores), que decidirá se a prisão ocorrerá ou não. Em suma nem o judiciário julga, nem é válida a prisão por policial se a prisão não for confirmada pela casa do parlamentar(Câmara dos Deputados ou Senado Federal) no prazo maximo de 24 horas.

Enfim, o artigo é confuso e termina pora beneficiar os políticos e dar a eles liberdade agirem fora da lei, o que precisa ser revisto pela sociedade.

Leia o Artigo 53 da Constituição Federal

Será que os criadores e mantenedores dessas regras não perceberam nem percebem que quanto mais a pessoa tem o poder em suas mãos e quanto mais educação, maior deve ser o seu castigo por transgredir a lei?

A pessoa com curso superior que comete um crime deve ser tratada com maior severidade do que aquele que sequer teve a oportunidade de ser educado.

A Lei de Introdução às normas do Direito Brasileiro(Decreto-Lei 4657) no Art. 3o diz: Ninguém se escusa de cumprir a lei, alegando que não a conhece.

Mas de fato, a maioria não a conhece, e, o que jamais pode-se adimitir é que aqueles que conhecem ou que criam a lei, não se submeta a ela. 

NÃO PODEMOS DEIXAR DE MENCIONAR UM SÁBIO VERSÍCULO BÍBLICO:
E ele lhe disse: Ai de vós também, doutores da lei, que carregais os homens com cargas difíceis de transportar, e vós mesmos nem ainda com um dos vossos dedos tocais essas cargas. Lucas 11:46

EXATAMENTE COMO MENCIONA A BÍBLIA, ASSIM SÃO OS POLÍTICOS...

E POR MUITO TEMPO CONTINUARÃO, SE CADA CIDADÃO NÃO SE DISPOR A REFLETIR E SE REVOLTAR VERDADEIRAMENTE CONTRA A INJUSTIÇA PARA OS FORA DA LEI...

Postado por Administrador em 16/03/2013.


Para comentar, você precisar estar logado no site. Clique aqui e faça o seu login.

Lista de comentários:


Não há comentários, faça o seu comentário acima.

APOIO



PATROCINE, ANUNCIANDO AQUI!