Energia Elétrica

As empresas públicas brasileiras, por falta de atitudes benéficas e concretas da sociedade e de seus representantes eleitos, de públicas só têm o nome.

Pessoas inconformadas fazem protestos e tomam diversas atitudes, mas nenhuma capaz de gerar o efeito necessário e possível em benefício da sociedade.

A energia elétrica para consumo residencial e industrial, é atualmente em todo mundo um dos principais serviços de utilidade pública, necessária para que a sociedade se mantenha e até sobreviva, pois pelo tamanho atual da população mundial, se houver um corte geral de energia, isso prejudicará os meios de produção, de forma que dificilmente toda a sociedade sobreviva ao caos.

Por tudo isso, a exploração do serviço deve sempre ser feito e controlado pelo poder público, para que assim sejam garantidas taxas justas, para uma sociedade justa, eficiente, produtiva e equilibrada.

Infelizmente não é o que acontece. O Brasil em especial, é um dos países em que os governantes mais exploram a sociedade através de empresas que pertencem à própria sociedade. Empresas públicas são criadas para resolver problemas e crises setoriais e de épocas, mas depois de um determinado tempo, os políticos as usam para serem produtivas e lucrativas, para que assim ajudem a garantir os seus altos salários e mordomias.

A CEMIG é um exemplo do anteriormente exposto. É a CEMIG uma das principais empresas energéticas do mundo, com atuação na maioria dos estados brasileiros e até no exterior.

Fundada em 1952 pelo governador de Minas Gerais, Juscelino Kubitschek de Oliveira, a empresa nasceu à custa do povo com as mais avançadas técnicas e tecnologias do setor de energia elétrica e de gestão financeira e humana. Como previsto em sua criação, a CEMIG além de servir a população mineira, contribuiu para a instalação de grandes e importantes empresas em Minas Gerais, como a Mannesman, com a garantia do Governo Estadual de que a Cemig supriria sua demanda de energia (na época, metade do consumo de todo o Estado).

Tudo foi bem e a empresa cresceu mais e mais a cada dia, até que perceberam que o povo não tinha consciência que ela lhe pertencia e então, decidiram que seria melhor tirá-la parcialmente do povo, para que pudesse aproveitar de sua capacidade e virar uma empresa gigante no mercado, explorando assim da melhor maneira possível o ramo energético, para com isso, claro, obter a maior lucratividade possível.
Para fazer jus a sua função pública, a empresa fornece energia a tarifas mais baixas para as famílias “supostamente carentes”, pois carente na visão da empresa significa quem não usa o serviço, ou usa mensalmente o mínimo possível, conforme tabela abaixo nos casos de baixa tensão:

Tarifas do Grupo B (Baixa Tensão)* * Tarifas sem impostos (ICMS, PIS/PASEP, COFINS e Contribuição de Iluminação Pública)

Subgrupo Tarifário Energia (R$/kWh)
B1 – Residencial R$0,38
B1 – Residencial Baixa Renda Consumo mensal até 30 kWh R$ 0,12
Consumo mensal entre 31 até 100 kWh R$ 0,21
Consumo mensal entre 101 até 220 kWh R$ 0,31
Consumo mensal superior a 220 kWh R$ 0,35
B2 – Rural R$ 0,22
B2 – Cooperativa de Eletrificação Rural R$ 0,12
B2 – Serviço Público de Irrigação R$ 0,20
B3 – Demais Classes (Comercial, Industrial, Serviços) R$ 0,37

Fonte: http://agenciavirtual.cemig.com.br/portal/avisos/?txtCod=1#
(Obs.: Abre somente no internet explorer)

Ao observar a tabela acima, percebe-se que quem atingiu 30 kwh, paga R$3,60 pela conta, porém se no dia do fechamento, essa pessoa fizer um suco de laranja usando o espremedor elétrico por 10 minutos, este suco acrescentará em sua conta de energia elétrica R$2,91, passando sua conta de R$3,60 para R$6,51.

Quem atingiu 100 kwh, paga R$21,00 pela conta, porém se também no dia do fechamento, essa pessoa fizer um suco de laranja usando o espremedor elétrico por 10 minutos, este suco acrescentará em sua conta de energia elétrica R$10,31, passando sua conta de R$21,00 para R$31,31.

Resumindo, a conta é baixa somente para quem não tenha ou não use o chuveiro elétrico, o ferro de passar, para quem deixa sua lâmpadas sempre apagadas, para quem não utiliza máquina de lavar. E as pessoas precisam de energia elétrica para quê?

Mais impressionante nisso tudo é que a CEMIG está se lixando se a pessoa consegue pagou a conta ou não, diferente dos EUA, onde a conta além de baixa só é cortada se não houver na casa, idosos ou crianças. No Brasil dane-se. Não pagou fique no escuro e tome banho frio. A energia é cortada. E a pessoa só será considerada de baixa renda se não usar a energia. Resumindo, para ser beneficiada, a família não poderá usar ferro de passar, nem o chuveiro elétrico, nem eletrodomésticos. Máquina de lavar nem pensar...

É justo que a energia seja cortada de quem não pague, desde que o valor da conta seja justo, não com valores exorbitantes para proporcionarem lucro a particulares.

Enquanto isso, nos lares brasileiros se houve todos os dias: “Menino, c ta demorando muito no banho. Não é você quem paga a conta não diabo...”.


Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/CEMIG
http://agenciavirtual.cemig.com.br/portal/avisos/?txtCod=1#
http://www.natureba.com.br/energia-eletrodomesticos.htm
http://www.cemig.com.br/ACemig/Paginas/Historia.aspx


EMPRESA PÚBLICA É DE QUEM AFINAL?

SE É DO POVO PORQUE SEUS SERVIÇOS CUSTAM AO PRÓPRIO POVO MAIS DO QUE ESTE CONSEGUE PAGAR?

E PORQUE O SALÁRIO DO POVO(SALÁRIO MÍNIMO) NUNCA É SUFICIENTE PARA PAGAR SEQUER OS SERVIÇOS PÚBLICOS, COMO TELEFONIA, ÁGUA, ENERGIA, COMBUSTÍVEL, GÁS, IMPOSTOS SOBRE VEÍCULOS, TAXAS DO JUDICIÁRIO, ETC.?

PÚBLICO NÃO DEVE SER DE TODOS, OU, AINDA QUE NÃO SEJA DE GRAÇA, PELO MENOS A TODOS ACESSÍVEL DESDE QUE A PESSOA TRABALHE E RECEBA UM SALÁRIO MÍNIMO VIGENTE NO PAÍS?

O POVO PRECISA SAIR DA ARQUIBANCADA E OCUPAR O SEU LUGAR NO PALCO. EMPRESA DE UTILIDADE PÚBLICA DEVE LUCRAR APENAS PARA PAGAR SUAS DESPESAS COM PESSOAL, MANUTENÇÃO DAS INSTALAÇÕES E CONSTITUIR UM FUNDO DE RESERVA PARA USAR EM SITUAÇÕES DE EMERGÊNCIA. NÃO PODEM AS EMPRESAS PÚBLICAS LUCRAREM AS CUSTAS DE SEU PRÓPRIO DONO(O POVO). ISSO NÃO FAZ SENTIDO...

A ENERGIA POR EXEMPLO, DEVE SER CONTROLADA PELO MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA EM UMA ÚNICA COMPANHIA NACIONAL(E 100% ESTATAL), COM FINS LUCRATIVOS TÃO SOMENTE NOS LIMITES DOS CUSTOS.

 

PARA O POVO HÁ DUAS SAÍDAS. REAGIR OU VIVER SEMPRE NA DESGRAÇA.

 

Acesse os links abaixo e veja matérias a respeito da Energia Elétrica e da CEMIG.

http://oglobo.globo.com/economia/mat/2010/08/13/lucro-da-cemig-recua-44-5-no-trimestre-para-290-5-milhoes-917394958.asp

http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/797_O+DONO+DA+ENERGIA

http://www.carlinmoura.com.br/php/noticia_direto.php?id_noticia=534

APOIO



PATROCINE, ANUNCIANDO AQUI!